A importância do suporte social para a criança pequena.

Nesse texto, vamos dar sequência aos fatores que estão na base do desenvolvimento infantil saudável e hoje vamos falar sobre a importância do suporte social na vida da criança pequena.

A maioria dos programas de enriquecimento sugerem que o suporte social intermediado por um adulto pode melhorar muito os resultados de aprendizagem e convívio das crianças pequenas.

Os adultos que convivem com as crianças são peças fundamentais na criação de um ambiente favorável ao contato social positivo. São eles responsáveis por incentivar, orientar, ensaiar, guiar, limitar e comemorar com a criança as experiências da vida e, principalmente, ajudar as crianças a perceberem e compreenderem como as pessoas e as coisas funcionam.

As crianças até os cinco anos possuem poucas habilidades para controlar os seus próprios cérebros. A vida acontece para elas. O que as crianças precisam, especialmente é de um guia, um orientador, um guardião, para ajudá-las a navegar pela vida. Isso é essencial para o enriquecimento cerebral.

Proteja o seu filho de bullying, assédios, provocações ou castigos físicos. As crianças pequenas não conseguem entender a intenção dos outros. Em especial, os bebês não precisam ser punidos. Você pode dizer “não” e se afastar, mas eles não precisam de violência. Quando uma criança comete um erro, lembre-se sempre da idade dela. O cérebro das crianças não está maduro, e não há como compreenderem etiquetas, modos, segurança ou causas e efeitos da conduta social ou de uma simples travessura.

“As crianças não são flexíveis; são altamente vulneráveis ao estresse, a traumas, abusos e transtornos. (Eric Jensen, 2011)”

Nunca esqueça que o seu filho está aprendendo a ser adulto, principalmente a ser pai ou mãe, com base na forma como você cuida dele. Toda a atitude que toma, tudo que fala, toda a disciplina que exige serve de exemplo. E isso também pode ser considerado na relação da criança com outros adultos que participam da sua vida, como os professores.

Esperamos ter contribuído.

Micheli Campos e Alexandre Paim

Texto adaptado de Enriqueça o cérebro (páginas 302 a 304), Eric Jensen, 2011.